A Democracia constitui-se no regime de governo mais adequado e justo a ser promovido e defendido, não havendo condescendência, nem tolerância com qualquer forma de totalitarismo ou autoritarismo, entre eles o comunismo, o nazismo ou o fascismo.


Além disso, as instituições devem ser respeitadas, especialmente os 3 poderes que compõe a República: Executivo, Legislativo e Judiciário que devem ser harmônicos e funcionar em um sistema de freios e contrapesos. Não é admissível que um Poder usurpe competências de outro ou que descumpra o que está assinalada em nossa Carta Magna.


O sistema eleitoral precisa ser confiável, transparente e auditável. O IFB possui iniciativa para acompanhar e avaliar o desenvolvimento das eleições, para evitar irregularidades ou fraudes.
A tirania é intolerável.


Ela deve ser enfrentada mediante a conscientização dos direitos e deveres constitucionais, bem assim a capacidade de reação da sociedade, inclusive, se for necessário, por meio da desobediência civil.


A sociedade precisa estar devidamente informada e organizada para equilibrar o exercício do Poder Estatal, não ficando à mercê de qualquer monopólio ou hegemonia de qualquer que seja o vetor de poder, incluindo meios de comunicação, partidos políticos ou corporações.


A manutenção da imprensa livre, a liberdade de expressão e a livre manifestação organizada e pacífica são instrumentos, capacidades e direitos invioláveis.


{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Precisa de ajuda? Entre em contato!
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Aguarde, enviando solicitação!