A Livre Empresa, o Estímulo à Produção e o Princípio da Meritocracia

A livre iniciativa para empreender, produzir e obter o devido ganho é um pilar básico das economias ocidentais.
Os países mais ricos, com o maior PIB per capita, são também os mesmos países que possuem o maior nível de liberdade econômica.


De acordo com a Heritage Foundation, o Brasil ocupa a 144ª posição de 180 países em um índice de liberdade econômica. A nota brasileira em 2019 foi de 53,7 pontos em uma escala de 0 a 100. Esse ranking está em consonância com diversos indicadores do Banco Mundial que classificam o ambiente de negócios, considerando fatores como o tamanho do Estado e à segurança jurídica.

A correlação entre liberdade econômica e inovação tecnológica é muito crítica e importante. Além disto, os países mais livres economicamente são também aqueles que possuem melhores sistemas de saúde e geram mais riqueza aos seus cidadãos.


Assim, é fundamental para a sobrevivência e bem estar da sociedade, que haja o progresso dos meios de produção e a otimização dos recursos existentes, sob regras claras e justas, para promover a melhoria da qualidade de vida de todos.


O IFB defende o mérito, a livre iniciativa corporativa e empreendedora, a concorrência mediante a qualidade e a competência, a eficiência na gestão pública, uma boa reforma tributária e um novo Pacto Federativo, que torne a economia do País mais livre, com mais segurança jurídica, e promova a distribuição de renda, considerando a necessidade e debilidade dos segmentos mais necessitados, mas sem sufocar a capacidade produtiva e inovadora.


{TITLE}

{CONTENT}

{TITLE}

{CONTENT}
Precisa de ajuda? Entre em contato!
0%
Aguarde, enviando solicitação!

Aguarde, enviando solicitação!